Home / Tendências / Os flat mules podem até ser polêmicos, mas estão em alta!

Os flat mules podem até ser polêmicos, mas estão em alta!

 

Os flat mules geralmente ficam na categoria ame ou odeie… Polêmicos, sim. Mas, podem ser muito estilosos!

 

Sabe aqueles tamanquinhos de salto baixo, muitas vezes rasteiro, com a parte da frente fechada? Então… são os chamados flat mules.

 

 

Resultado de imagem para flat mule 2017

 

 

Nem todo mundo gosta deles. Para falar a verdade, muitos os consideram feiosos. Mas, a verdade é que são confortáveis e versáteis.

Para quem curte, a boa notícia é que os flat mules estão em alta e podem ser encontrados nas mais variadas versões.

 

Mas, o destaque mesmo da temporada 2016/2017 é o flat mule no estilo tomboy – aquele que utiliza elementos masculinos em peças femininas.

 

Resultado de imagem para flat mule 2017

 

 

O flat mule “meio mocassim” é a cara do verão 2017!

Resultado de imagem para flat mule 2017

 

 

 

 

A versão em preto e branco também é destaque!

 

 

flat mule prata

 

 

Mas, a grande estrela da temporada é o acabamento metalizado.

 

 

 

 

Casual, o flat mule é ideal para looks básicos do dia a dia e pode ser facilmente combinado com calças mais ajustadas ao corpo e de comprimento mais curto. Também combinam com saias, shorts e vestidos.

 

 

Resultado de imagem para como usar flat mule

 

 

 

Casual, o flat mule combina com saias e vestidos…

 

 

 

Resultado de imagem para мюли с чем носить

 

 

 

… com shorts e calças que deixem o tornozelo à mostra.

 

 

 

Resultado de imagem para flat mule 2017

 

 

 

E não é que ficam bacanas com peças de alfaiataria?

 

 

 

 

Como estão em alta, as opções de flat mules estão variadas nas grandes coleções. Talvez até algum modelito em especial acabe conquistando seu coração!

Quem sabe? E por que não?

Resultado de imagem para emoji pensativo

 

Sobre Ana Bernardinelli

Quem sou eu? Pergunta difícil, até porque ainda não encontrei a resposta. Mas, uma certeza é que desde muito cedo soube que queria escrever. Sobre tudo. Dos tempos em que brincava de “fazer jornal”, com o meu fictício “O Linguarudo”, até meus textos adolescentes em “Penúltima Palavra – porque a última é sempre da diretora”, o periódico da escola, fui confirmando meu desejo. Ainda cursando Jornalismo na Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, no coração da sempre incrível Av. Paulista, comecei a trabalhar na área. Já formada, passei por emissoras de rádio FM e AM. Também trabalhei em revistas – de automóveis, brinquedos e variedades, além de prestar serviços para empresas e entidades de classe com textos corporativos. Nos últimos anos, fui repórter do mais importante semanário da Zona Norte de São Paulo. Apaixonada por história da arte, cultura pop, música, cinema e literatura, tenho ainda um grande vício. Sim, confesso: sou sapatólatra. Em estágio avançado. E sem esperanças de cura. Simplesmente não resisto ao desejo de buscar novidades e curiosidades sobre este objeto que ultrapassa sua definição e se mistura com tantas emoções. Porque por trás de um belo par de sapatos, há sempre uma grande história. Aqui, no entanto, está a minha terapia! Vocês agora são meus convidados para esta aventura fashion! Ana Bernardinelli

Veja também...

Cara de sandália, conforto de Havaianas!

  Para quem adora peças cheias de estilo, mas não abre mão do conforto, as …

Deixe uma resposta

Conecte-se com:



O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *