Home / Tendências / Botas de veludo estão de volta à moda no inverno 2016.

Botas de veludo estão de volta à moda no inverno 2016.

Há muito esquecido pelo mundo da moda, o veludo voltou com tudo no inverno de 2016.

 

Além de marcar presença nas coleções de roupas femininas e masculinas, tem espaço garantido em linhas de bolsas e sapatos criadas para a estação mais fria do ano.

Grifes internacionais como Valentino, Givenchy, Emilio Pucci e Alberta Ferreti, entre outras, se renderam ao tecido.

 

 

 

 

O veludo tem lugar de destaque nas coleções criadas para o inverno 2016.

 

 

 

No segmento de calçados, o destaque fica por conta das botas de veludo. O tecido pode ser encontrado em modelos casuais de ankle boots (de zíper, elástico ou cadarço), com salto baixo, médio quadrado ou alto e fino.

Há ainda versões tradicionais, na altura da panturrilha, ou over the knee. Todas elas com opções variadas de salto: rasteiro, alto e fino ou médio quadrado.

 

botas de veludo com cadarço

 

 

ankle boots

 

 

 

 

 

botas de veludo 2

 

 

 

Botas tradicionais na altura da panturrilha

 

 

 

 

botas de veludo over the knee

 

 

 

Botas over the knee

 

 

 

 

 

Além do conforto oferecido pelo veludo, que é leve e maleável, há ainda a vantagem da variedade de cores. Além dos tradicionais preto, marrom e cinza, é possível se arriscar em modelos em vermelho, azul, verde, cor de rosa e roxo. Há ainda versões com veludo estampado.

 

 

 

 

Roxo

 

 

 

 

 

 

 

Verde

 

 

 

 

 

 

 

Azul

 

 

 

 

 

 

Cor de rosa

 

 

 

botas em veludo estampado

 

 

 

 

Estampado

 

 

 

 

Com sua textura e toque de sofisticação, as botas de veludo valorizam tanto o visual do dia a dia quanto a produção para eventos noturnos.

 

No cotidiano, as botas de veludo valorizam o jeans básico ou leggings. Em momentos especiais, oferecem brilho e glamour a composições com vestidos ou saias.

 

E você? O que acha desta tendência?

Sobre Ana Bernardinelli

Quem sou eu? Pergunta difícil, até porque ainda não encontrei a resposta. Mas, uma certeza é que desde muito cedo soube que queria escrever. Sobre tudo. Dos tempos em que brincava de “fazer jornal”, com o meu fictício “O Linguarudo”, até meus textos adolescentes em “Penúltima Palavra – porque a última é sempre da diretora”, o periódico da escola, fui confirmando meu desejo. Ainda cursando Jornalismo na Faculdade de Comunicação Social Cásper Líbero, no coração da sempre incrível Av. Paulista, comecei a trabalhar na área. Já formada, passei por emissoras de rádio FM e AM. Também trabalhei em revistas – de automóveis, brinquedos e variedades, além de prestar serviços para empresas e entidades de classe com textos corporativos. Nos últimos anos, fui repórter do mais importante semanário da Zona Norte de São Paulo. Apaixonada por história da arte, cultura pop, música, cinema e literatura, tenho ainda um grande vício. Sim, confesso: sou sapatólatra. Em estágio avançado. E sem esperanças de cura. Simplesmente não resisto ao desejo de buscar novidades e curiosidades sobre este objeto que ultrapassa sua definição e se mistura com tantas emoções. Porque por trás de um belo par de sapatos, há sempre uma grande história. Aqui, no entanto, está a minha terapia! Vocês agora são meus convidados para esta aventura fashion! Ana Bernardinelli

Veja também...

Cara de sandália, conforto de Havaianas!

  Para quem adora peças cheias de estilo, mas não abre mão do conforto, as …

Deixe uma resposta

Conecte-se com:



O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *